Como compilar e instalar a partir das fontes do Ubuntu

Ubuntu e outras distribuições Linux possuem repositórios de pacotes abrangentes para lhe poupar trabalho, isso possibilita que você não precise fazer compilação de nada mesmo. Ainda assim, às vezes você vai encontrar uma aplicação “obscura” ou uma nova versão de um programa que você terá que compilar a partir da fonte.

Você não tem que ser um programador para construir um programa da fonte e instalá-lo em seu sistema, você só tem que saber o básico. Com apenas alguns comandos, você pode montar programas a partir da fonte como um profissional.

Instalando o software necessário

Instalando o pacote build-essential em repositórios de pacotes do Ubuntu ele instala automaticamente o software básico que você precisa para compilar a partir das fontes, como o compilador GCC e outros utilitários. Para instalar execute o seguinte comando em um terminal:

sudo apt-get install build-essential

Selecione Y e pressione Enter para confirmar a instalação quando solicitado.

Conseguir um Pacote da Fonte

Agora você terá seu código-fonte do aplicativo desejado. Estes pacotes são geralmente em arquivos compactados com o tar.gz. Ou tar.bz2. (Extensões de arquivo).

Como exemplo, vamos tentar compilar Pidgin – talvez haja uma versão mais recente que não foi empacotado ainda e nós queremos agora. Localize o arquivo tar.gz do programa. Ou o arquivo. Tar.bz2 e salve-o em seu computador.

A tar.gz. Ou. Tar.bz2 é como um arquivo. Zip. Para usá-lo, nós vamos ter que extrair o seu conteúdo.

Utilize este comando para extrair um arquivo tar.gz.:

tar-xzvf file.tar.gz

Ou usar este comando para extrair um arquivo tar.bz2.:

tar-xjvf file.tar.bz2

Você vai acabar com um diretório com o mesmo nome que o pacote do código fonte. Use o comando cd para entrar nele.

Resolvendo Dependências

Uma vez que você está no diretório extraído, execute o seguinte comando:

. / Configure

(O símbolo . / use a conta  shell Bash para olhar dentro do diretório atual para o “configure”  e executá-lo. Se você omitiu o . /,  o Bash iria procurar um programa chamado “configure” em diretórios do sistema, como / bin e / usr / bin).

O . / Configure verifica em seu sistema se você tem as depêndencias necessárias  para compilar o programa.

A menos que você tenha sorte (ou já tem um monte de pacotes necessários em seu sistema), você receberá mensagens de erro, indicando o que você precisa para instalar de determinados pacotes. Aqui, vemos uma mensagem de erro dizendo que os scripts intltool não estão presentes em seu sistema. Podemos instalá-los com o seguinte comando:

sudo apt-get install intltool

Depois de instalar o software necessário, execute o . / Configure novamente. Se você precisa instalar software adicional, repita esse processo com o sudo apt-get install até que não tenha mais dependências.  Nem todos os pacotes necessários terão o nome exato que você vê na mensagem de erro – você pode precisar do Google pra se orientar.

Se uma versão mais antiga do programa que você está tentando compilar já está nos repositórios do Ubuntu software, você pode pular com o sudo apt-get usando o build-dep. Por exemplo, se eu executar sudo apt-get build-dep pidgin, o apt-get automaticamente vai baixar e instalar todas as dependências que você precisa para compilar o Pidgin. Como você pode ver, muitos dos pacotes que você vai precisar terminam em-dev.

Uma vez que o Configure / seja concluída com êxito, você está pronto para compilar e instalar o pacote.

Compilando e instalando

Use o seguinte comando para compilar o programa:

make

Este processo pode levar algum tempo, dependendo do seu sistema e do tamanho do programa. Se o. / Configure for concluído com êxito, você não deve ter quaisquer problemas. Você verá as linhas de rolagem de texto, enquanto o programa compila.

Após estas linhas de comando, o programa é compilado com sucesso – mas não está instalado. Use o seguinte comando para instalá-lo em seu sistema:

sudo make install

Ele provavelmente vai ser instalado em / usr / local em seu sistema. / Usr / local / bin é parte do caminho do seu sistema, o que significa que pode simplesmente digitar “pidgin” em um terminal para abrir o Pidgin.

Não exclua o diretório do programa se você deseja instalá-lo mais tarde – você pode executar o seguinte comando do diretório para desinstalar o programa do seu sistema:

sudo make uninstall


Programas que você instala dessa forma não serão atualizados automaticamente pelo Gerenciador de Atualização do Ubuntu, mesmo que eles contnham vulnerabilidades de segurança. A menos que você precisar de um aplicativo específico ou versão que não esta nos repositórios do Ubuntu, é uma boa idéia ficar com pacotes oficiais da sua distribuição.

Há um monte de truques avançados que não explicados aqui – mas, felizmente, o processo de compilar seu próprio software no Linux não é tão assustador assim depois disso não é?.

by david.snege

Logs que podem interessar:

4G 16GB 32Gb Acer Amazon AndroidAparelho Apple Asus Bluetooth BrazilConceito Dell Design eco google HDMIipad iPhone Kinect Linux microSDMicrosoft Netbook Nokia NotebookNvidia Operating system SamsungSmartphone Sony TabletTecnologia Touch Touch ScreenTouchscreen twitter Ubuntu Universal Serial Bus USB USB 2.0 USB 3.0 Wi-Fi Xbox 360 Yanko Design

Uma resposta para “Como compilar e instalar a partir das fontes do Ubuntu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s